Infográfico da traição no Brasil - Fashion Work

Últimas

Post Top Ad

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Infográfico da traição no Brasil

O Secondlove, site de relacionamento para pessoas comprometidas que procuram uma relação extra-conjugal, fez uma pesquisa com seus usuários para entender quem são e quais os motivos pelos quais as pessoas traem. Neste levantamento, percebeu-se que a maior parte dos adeptos à traição são homens casados há mais de sete anos, entre 30 e 49 anos, e com curso superior.




O brasileiro: A grande maioria das pessoas interessadas em ter um caso estão em São Paulo (41%) dos usuários de Second Love. Já o Rio de Janeiro, é o segundo estado com mais traições, com 15,2%. Na sequência vem Minas, com 10,3%, e Paraná, com 5,7%.

Porque trair: os motivos para trair são diversos, mas o principal é a monotonia no relacionamento, com 51,7%, seguido de perto pela falta de sexo (45,3%). Apesar desses dois serem os motivos que ganham em disparado, os pesquisados citaram também falta de atenção e espontaneidade do parceiro, monotonia no relacionamento e vingança.

A maioria dos pesquisados possuem alguma expectativa com a traição, seja que resulte em um relacionamento casual (50,2%), em um novo parceiro (18,5%) ou mesmo uma relação longa (15,6%). Ainda assim, há também os que esperam somente por uma noite de aventura (7,2%).

Como começa: entre as oportunidades preferidas para começar a trair, além da internet, estão presentes também os bares e restaurantes (26.4%), passeios (11%), trabalho (5,8%) ou férias (3,7%). Para não serem descobertos, muitos dos respondentes possuem truques, sendo o principal deles excluir todos os rastros digitais, apagando pistas do computador, tablet ou celular (52,6%). Há também os que fingem estar em reuniões de trabalho (26,1%) ou que vão bem longe de casa para trair (31,3%). E muitos não precisam tomar qualquer cuidado, pois seus parceiros sequer desconfiam da traição (28,9%).

Tecnologia em favor da traição: a pesquisa mostra também que o grande campeão na hora da traição é o computador. Para 46,5% dos respondentes, o melhor lugar para começar uma aventura é online. Inclusive, muitas das pessoas que se cadastram em um site de traição, por ser um ambiente mais discreto para se ter um caso, nunca traíram, ou traíram poucas vezes: 53,6% dos usuários de Secondlove nunca tiveram um caso antes de entrar no site, ou traíram até, no máximo, duas vezes. Dos infiéis que responderam a pesquisa da empresa, 59,2% nunca foram pegos por seus respectivos companheiros.

Relações abertas: Embora traição seja um assunto muito comum no Brasil, as relações abertas, segundo dados do site, não são tão corriqueiras: apenas 17,5% das pessoas possuem um relacionamento no qual há um acordo de que se pode ter um amante. No entanto, para muitas das pessoas, trair não é um segredo, há uma parcela de 30% que conta para suas esposas ou seus maridos sobre as aventuras com outros parceiros.

Sobre o Secondlove
O Secondlove foi concebido para adultos que estão numa relação e procuram outras pessoas na mesma condição para terem um romance: seja um simples jogo de sedução por computador ou um verdadeiro encontro pessoal. Em 2011, quando o site foi lançado no Brasil, 75 mil pessoas se inscreveram. Atualmente são mais de 348 mil usuários no país.

Iniciado em 2008 com sucesso na Holanda, em cinco anos o negócio expandiu-se para Bélgica, Espanha, Portugal, Argentina, México, Chile e Brasil.

Post Top Ad